• Facebook Clean

Luciana Jorge

São Caetano do Sul/SP

Uma das motivações da arte é a perene insatisfação com o trabalho realizado. A inquietação de criar está vinculada ao desejo de produzir e também ao de um aperfeiçoamento constante, num processo em que a estagnação não pode existir. As pesquisas de técnica e de construção de projetos são caminhos para manter a dinâmica do fazer.

A prática precisa estar associada a um pensar sobre o próprio trabalho e o alheio, pois as ferramentas artísticas estão à disposição de todos,

 

mas ganham sentido com o trabalho  permanente. Cada linguagem associa-se melhor a uma intenção, e definir o que se procura parece ser uma etapa essencial do amadurecimento plástico.

 

As obras de Luciana Jorge trazem essas perguntas muitas vezes pela maneira como são abordados diversos temas e pelo uso, por exemplo, da colagem de maneira crítica. Extrair do cotidiano novas interpretações é um dos desafios da artista. E, para isso, a criação existe. Oferecer ao mundo novos olhares do que parece sempre igual é um grande questionamento.

 

Como lidar com essas possibilidades constitui um visceral enigma a interrogar a artista. Florais, imagens de mulheres, solidão de barcos na praia, fotos de locais abandonados, com predileção pelo foco em certos detalhes, apontam para um olhar atento ao mundo. Deixá-lo voar é condição de fazê-lo existir mais intensamente.

 

Oscar D'Ambrosio